Custo de vida em Tokyo – Quanto é o custo médio e como se compara ao Brasil

Lista do The Economist

Lista do The Economist

Durante muito tempo Tokyo ocupou o posto de cidade com o maior custo de vida no mundo. Em 2014 a cidade foi não apenas “destronada” por Cingapura, que agora ocupa o topo, como perdeu 5 posições, ficando atrás de Paris, Oslo, Zurique e Sydney, ocupando agora o sexto lugar  junto com Caracas, Genebra e Melbourne (dados retirados do último relatório do The Economist Inteligence Unit cujo resumo pode ser conferido aqui).

Mesmo com a perda de posições, as estatísticas do custo de vida em Tóquio ainda são um pouco assustadoras. Entretanto, esses dados médios nem sempre correspondem ao que se efetivamente se experimenta ao viver no local, especialmente considerando que os preços variam até mesmo dentro da cidade, conforme a região, a distância do centro e etc. E claro que estudantes sempre tem um jeito de viver com muito menos que o cidadão comum.

Vou falar portanto dos custos gerais por aqui, e como eles se comparam aos custos no Brasil, e comento também um pouco de como contorno esses custo de vida alto com opções mais baratas que a média.

Antes de entrar nos números, preciso mencionar que utilizei os valores gerais com base em um site muito interessante chamado Expatistan, que compara o custo de vida em várias cidades do mundo. Vou utilizá-lo como base para essa comparação, mas já aviso que se é confiável no geral, tem alguns pequenos e outros não tão pequenos erros.

Segundo o site (link aqui), Tokyo é no geral 72% mais cara que Curitiba (e apenas 29% mais cara que São Paulo). Como sou de Curitiba, vou usar a cidade como base de comparação, mas para quem quiser ver como seria em sua cidade, é só acessar o site e alterar o critério de busca.

Ps.: Nas tabelas o primeiro preço, em Iene, é o de Tóquio, o segundo de Curitiba, e o terceiro número é o quão mais caro (+) ou mais barato (-) é Tóquio em comparação com Curitiba.

Ps2.: Vou marcar em vermelho todos os valores que eu considerar errados, e vou gradualmente corrigindo tudo com base nas minhas observações e nas observações dos leitores. A ideia desse post é que ele seja dinâmico, vá sendo modificado com o tempo, acrescentando e atualizando valores.

Ps3.: No momento da elaboração dessa lista minha renda era de ¥146.000. O suficiente para sobreviver e sobrar alguma coisa, fazendo um bom de controle de gastos.

1) Alimentação: Tokyo é 63% mais cara que Curitiba

Menu do dia em bairro comercial ¥875 (R$ 19) R$ 18 +5%
Combo Big Mac ¥640 (R$ 14) R$ 18 -22%
1/2 Kg de peito de frango ¥547 (R$ 12) R$ 6 +91%
1 litro de leite ¥201(R$ 4.38) R$ 2.20 +99%
12 ovos ¥258(R$ 5.62) R$ 3.97 +42%
1 kg de tomate ¥595 (R$ 13) R$ 4.56 +184%
500 gr de queijo local ¥971 (R$ 21) R$ 11 +96%
1 kg de maçã ¥619 (R$ 13) R$ 3.57 +277%
2 kg batata ¥693 (R$ 15) R$ 3.67 +312%
0.5 l de cerveja (marca doméstica) ¥283 (R$ 6) R$ 3.20 +93%
1 garrafa de vinho tinto, boa qual. ¥1,576(R$ 34) R$ 27 +26%
2 l de Coca Cola ¥285 (R$ 6) R$ 4.29 +45%
Pão, 2 pessoas, 1 dia ¥225(R$ 4.91) R$ 2.95 +66%

Como podemos ver, só o combo do Big Mac é mais barato por aqui. Meu único questionamento é com relação ao primeiro item da tabela. O valor de Curitiba é razoável se considerarmos restaurantes por kg inclusos, mas que eu me lembre, via de regra o “prato do dia” em qualquer restaurante de padrão normal não sai menos de R$ 20,00…

Dito isso, meu gasto com comida é mais barato que a média de Tokyo. Em primeiro lugar, tenho acesso aos restaurantes e refeitórios da Universidade de Tóquio, onde uma refeição varia de algo em torno de ¥ 320 (R$7) à ¥510 (R$11,20). Para café da manhã ou lanche, um pacote com 8 fatias de pão de leite fica ¥98 (R$ 2,15) e 7 fatias de queijo (processado) ficam em torno de ¥180 (R$3,95). Para quem cozinha é possível balancear bem os gastos, e assim dá para sobreviver, em matéria de refeição, em um dia com menos de ¥ 1000. Claro que que ainda temos todos os lanches necessários e desnecessários ao longo do dia (no meu caso café e “shittori”, mas isso fica para outros posts)

写真 (1)

Não se engane, isso não é uma refeição normal

2) Habitação: Tokyo é 63% mais cara que Curitiba

Aluguel – 85 m2 mobiliado ¥318,988(R$ 6,954) R$ 2,403 +189%
Aquecimento, água, luz, 2 pessoas ¥17,536(R$ 382) R$ 164 +133%
Internet 8MB (1 mês) ¥4,015(R$ 88) R$ 85 +2%
TV de 40” ¥78,604(R$ 1,714) R$ 1,784 -4%
Microondas 800/900 Watt ¥27,811(R$ 606) R$ 336 +80%
Sabão em pó ¥416 (R$ 9) R$ 14 -36%
Diarista 1 hora ¥2,072(R$ 45) R$ 16 +176%

No meu caso o custo é evidentemente menor. Moro em uma quarto de 15m²(com banheiro) no The University of Tokyo International Lodge Komaba Lodge, Main cujo aluguel custa ¥48.900, mais ¥ 1.500 pelo uso das áreas comuns, ¥1.200 pela internet e ¥ 2.000 pelas “utilidades” (energia elétrica e etc) das áreas comuns.

Uma das questões mais interessantes no meu alojamento é a cobrança de aquecimento, águas, gás e energia elétrica dos quartos individuais, feito a partir de um sistema pré-pago em que são feitas cargas de no mínimo ¥1.000 em um painel no térreo do Lodge, e que são controladas em um contador instalado na parede do quarto. O contador diminui de  ¥100 em  ¥100, e é uma forma bem prática de ter uma noção mais precisa do custo de um banho, ar condicionado e etc.

O famoso contador, com míseros 400 ienes sobrando

O famoso contador, com míseros 400 ienes sobrando

3) Vestuário: Tokyo é 26% mais barata que Curitiba

1 par de Jeans (Levis 501 ou similar) ¥7,047(R$ 154) R$ 213 -28%
1 vestido de verão (Zara, H&M, …) ¥5,421(R$ 118) R$ 162 -27%
1 par de tênis (Nike, Adidas, or similar) ¥7,948(R$ 173) R$ 292 -41%
1 par de sapato de couro ¥10,092(R$ 220) R$ 222 -1%

Esse é o único ponto em que Tokyo é mais barata que Curitiba: vestuário (especialmente de marcas conhecidas). Ressalto ainda que até mesmo as roupas que não são de marcas conhecidas também costumam ficar mais em conta por aqui. De camisetas e camisas de que custam o equivalente a R$ 10 ou R$ 20 reais na Uniqlo, até as peças de vestuário de segunda mão que são muito populares no Japão.

4) Transporte: Tokyo é 53% mais cara que Curitiba

Volkswagen Golf 2.0 TDI 140 CV 6 vel. ¥2,500,000(R$ 54,498) R$ 50,517 +8%
1 litro de gasolina ¥152(R$ 3.32) R$ 2.88 +16%
1 mês de transporte público ¥10,679(R$ 233) R$ 132 +76%
Taxi, tarifa básica, 8 Km ¥2,553(R$ 56) R$ 24 +130%

Não entendo absolutamente nada de carro, mas tenho lá minhas dúvidas sobre os valores obtidos no site. Porém, pulando esse item, vou direto ao ponto que me interessa: transporte público.

Como já comentei em outros posts, o valor da passagem de trem, metrô ou ônibus varia conforme a linha, distância e companhia. Por exemplo, do local onde moro até a estação de Shibuya, por meio da linha Inokashira operada pela empresa Keio, são  ¥124 (os mesmos exatos R$2,70 que é a passagem de ônibus em Curitiba), mas são meros 1,8 km. Os 9km de Shibuya até a Universidade de Tokyo custam, por outro lado,  ¥195 (R$4,26), trajeto esse que exige o uso de duas linhas de metrô (Ginza e Marunouchi), ou seja, quase R$ 14,00 ida e volta (apesar de que o primeiro trecho percorrer a pé, então tem uma redução significativa do custo).

5) Cuidados Pessoais: Tokyo é 53% mais cara que Curitiba

Remédio para resfriado suficiente para 6 dias ¥1,280(R$ 28) R$ 17 +66%
Desodorante ¥651 (R$ 14) R$ 9 +60%
Shampoo 2 em 1 ¥473 (R$ 10) R$ 15 -31%
4 rolos de papel higiênico ¥142(R$ 3.09) R$ 4.53 -32%
Pasta de dente ¥242(R$ 5.28) R$ 4.09 +29%
Corte de cabelo masculino ¥4,065(R$ 89) R$ 25 +257%

Nessa parte de cuidados pessoais eu não sinto um impacto tão grande, corto cabelo em salão mais em conta (em torno¥1800), mas, de fato, a média é bem cara, acima de ¥4000. Com uma boa pesquisa os demais produtos podem sair na mesma faixa do Brasil, e Shampoo realmente é mais barato, sabonete não foge dos valores brasileiros, enfim, é possível administrar o impacto desses gastos com muita facilidade. São gastos que não podem ser evitados, não dá para economizar na saúde e higiene, então uma boa pesquisa de preços é importante.

O Grande Gatsby

O Grande Gatsby

6) Entretenimento: Tokyo é 37% mais cara que Curitiba

Jantar para dois em pub local ¥3,989(R$ 87) R$ 65 +33%
2 entradas para cinema ¥3,590(R$ 78) R$ 35 +126%
2 entradas para o teatro (melhores assentos disponíveis) ¥20,409(R$ 445) R$ 151 +196%
Jantar italiano para 2 com vinho e sobremesa ¥6,917(R$ 151) R$ 113 +34%
1 coquetel em clube local ¥856 (R$ 19) R$ 17 +9%
Capuccino ¥412 (R$ 9) R$ 6 +41%
1 cerveja (500ml) em pub local ¥527 (R$ 11) R$ 7 +57%
iPod nano 16GB ¥28,764(R$ 627) R$ 459 +36%
1 min. de tarifa de celular pré pago ¥40 (R$ 0.88) R$ 1.19 +26%
1 mês de academia ¥10,095(R$ 220) R$ 109 +101%
1 maço de malboro ¥444 (R$ 10) R$ 5.99 +62%

Por incrível que pareça, apesar do nível e qualidade do entretenimento em Tokyo, não é tão caro como muita gente imagina.

kabuki

Porém não é tão barato, normalmente uma entrada para o Teatro Kabuki não sai por menos de 85 reais

 

Um jantar para dois não fica muito diferente aqui ou no Brasil, diferente do cinema, que pesa mais mesmo, especialmente para quem estava acostumado com entrada de estudantes, mas existem soluções. Dia 1º e dia 14 costumam ser promocionais, com entradas a ¥1100.

O que pode ficar realmente caro é sair a noite com os amigos ou happy hour com os colegas de departamento. Cerveja, por exemplo não sai por menos de 10 reais na grande maioria dos bares, mas sempre existem opções de ¥300 ou até mais barato, é só saber procurar e não se preocupar muito com a qualidade, e aguentar esperar o beber em pé.

Além disso, me interessa nesse aspecto de entretenimento especialmente o valor do café haha. São muitas lojas especializadas em Tokyo com boa variedade de grão, espressos e lattes muito bem feitos. Já estou preparando o review de vários locais que tenho frequentado e serão postados em uma página especial no blog ou em um blog novo.

O que mais estranhei na lista foi o valor do ipod nano, definitivamente é no mínimo o dobro desse valor no Brasil, depois irei corrigir com valores mais realistas.

Quanto ao celular, confesso que não faço ideia das tarifas. Utilizo um plano da Softbank com ligações ilimitadas para celulares da mesma operadora e internet 4G pelo valor de ¥6000, ou seja, cerca de R$ 130,00. Não foge muito dos valores no Brasil objetivamente, mas considerando a qualidade do serviço, e especialmente o sinal e qualidade de internet, definitivamente é muito mais barato.

Por fim, se o valor da academia aqui é quase o dobro (mas creio que esse suposto dobro é o valor cobrado nas “melhores” academias em Curitiba), estudantes tem seus benefícios. Um ano de uso liberado da academia da Universidade, com piscina, quadras , todo tipo de equipamento, aulas de Yoga, Pilates, Tai Chi Chuan, uma variedade grande de esportes, custa meros ¥8000 (R$ 174) ANUAIS. Uma pena que o local pegou fogo mês passado e está em reforma hahaha.

Acredito que isso tudo deu uma visão geral dos custos de Tokyo. Como falei anteriormente, a ideia é fazer deste um post dinâmico, com atualização de valores, correções e novas informações. Em paralelo, ainda farei um post que fala exatamente dos meus gastos, quero apenas acumular os dados por mais 2 meses para ter uma base mais confiável.

Anúncios

14 Respostas para “Custo de vida em Tokyo – Quanto é o custo médio e como se compara ao Brasil

  1. Olá Tudo bem Eduardo?
    Gostei muito de suas matérias, e a descrição de cada atividade sua na Universidade de Tokyo.
    Tenho algumas duvidas sobre a Bolsa Mext, uma é sobre o auxilio mensal a maioria dos bolsistas dizem suficiente para viver sem passar nenhuma dificuldade?
    Outra verifiquei a maioria dos aprovados Brasil, foram de Universidades Federais ou Estaduais isso, tem alguma peso na hora da seleção? A idade média dos bolsistas sabe informar qual é?

    Domo Arigato, pelas informações detalhadas, ajuda muito.

    • Olá Marcia.

      A bolsa é suficiente para sobreviver sim, mas isso depende do estilo de vida de cada um. Muitos aguentam com ela, outros não conseguem viver regulando cada pequeno gasto e buscam bem rápido “bicos” para complementar a renda.

      De fato, a maioria dos aprovados costumam ser de Universidades Públicas, e isso deve pesar bastante, mas todos anos existem egressos de Universidades particulares. Agora em 2014 creio que são 4 ou 5 nessa situação.

      Sobre a idade média, não saberia dizer, mas me parece bem distribuído. Conhece alguns quase na idade limite, com 32, 33 anos, alguns na faixa mais jovens com 22, 23, e vários na minha faixa , 26, 27.

  2. estou escrevendo um blog sobre estudo de idiomas para autodidatas e acabei achando seu blog, nossa muito legal, as dicas que você dá são bem bacanas, que adoro conhecer mais da cultura de países alheios. Atualmente estou em transição do intermediário para o fluente na língua inglesa, no inicial-básico do alemão e intermediário do espanhol, como adoro estudar por conta própria amei suas dicas, pois embora a maioria delas seja voltadas para o japonês, muitas podem ajudar estudantes de qualquer idioma. Já vi que vou ter que citar muito você lá no meu blog, espero que não se importe. Quanto a esta postagem eu realmente me deliciei, adoro essas curiosidades sobre diferenças culturais e cotidianas, como estou morando em Curitiba pude ver que os valores batem com os nossos aqui e ver a diferença que é viver aqui (que é uma cidade que encareceu muito nos últimos anos) e viver ai foi muito legal. Eu já sabia que ai alimentos frutas são caríssimos, mas tem duas coisa que eu tenho muita curiosidade, uma é que certa vez uma conhecida me disse que no Japão é muito caro ter carro e que a maioria das pessoas joga o carro fora para a prefeitura recolher, pois fica mais barato comprar um novo a arcar com os custos do usado, outra dúvida é sobre máquinas de autosserviço, uma vez meu marido leu em algum lugar que no Japão tem máquina de tudo, será que você pode falar um pouco sobre isso, os nomes, postar fotos, para a gente aqui matar um pouco a curiosidade sobre esse lugar tão fascinante?

    • Sites de curiosidades, programas de TV adoram mostrar máquinas no Japão que vendem de tudo, fazem de tudo, mas no dia-a-dia não se vê nada demais. 99% são máquinas de venda de bebida, cigarros e algumas poucas de comida. Além disso em alguns restaurantes não se faz o pagamento no caixa, se compra um ticket e entrega ao atendente.

  3. Olá Eduardo!
    Muito obrigada pelo post, tirou muitas dúvidas que eu tenho sobre o custo de vida em Tokyo. Se tudo der certo, ano que vem vou estudar no Japão pelo MEXT.

    Sou de São Paulo e achei realmente os preços de Curitiba bem abaixo do que a média daqui. Por exemplo, é difícil sair em 2 e gastar menos do que R$100,00 num jantar. Realmente, os preços aqui são bem parecidos com a cidade japonesa …

    Agradeço muito pelo detalhamento e pelas dicas =)

  4. Muito bom saber todos esses detalhes. Apenas discordo em colocar academia como entretenimento, deveria estar em cuidados pessoais. Primeiro, academia é muito chata para ser chamada de entretenimento, segundo, todo idoso sabe que os exercícios cuidam mais de você do que um desodorante (brincadeira). Mas, falando serio agora, sendo apenas 29% mais caro do que São Paulo, é muito melhor viver ai nem que seja como pobre.

  5. Eduardo, esses custos da tabela condizem com a realidade em Tokyo? Porque os de Curitiba são diferentes. Não tem jantar para dois com vinho e sobremesa e saia por menos de 150 reais, sendo otimista! haha Se os valores forem estes, a cidade não me parece muito mais cara que Curitiba… Aliás, ótimo post, parabéns!

    • Será que em um ano mudou tanto assim? Enfim, quem sabe depois atualizo minhas tabelas também. E sim, Em Tóquio eu sinto que chego a gastar menos que em Curitiba.

  6. Obrigado pela postagem, Eduardo. A todai entrou em contato comigo e outro colega de brasilia falando que fomos “arranged” para a universidade e que deveriamos já preencher a ficha do Komaba Main Lodge. (Ps: Dia 24 de dezembro, bom presente :D). É bem legal ver os custos e saber que a academia custa esse valor ^^

    Abraço ai!

  7. Eduardo, tudo bem?
    Estou pensando em prestar a MEXT esse ano e gostaria de saber mais sobre o processo seletivo, você poderia ajudar? O site do Consulado não informa, por exemplo, quantas vagas são disponibilizadas… Também queria saber mais sobre o processo seletivo, como são as provas, entrevistas, além também de gastos que eu teria do meu próprio bolso, sobre como é o visto nesse caso, etc… Obrigada desde já!

    • Não há número definido de vagas. Sobre o processo seletivo, o edital é bem detalhado nessa questão, recomendo que leia com bastante atenção. Escrevi alguns posts com detalhes do processo e das provas também, dê uma olhada nas postagens passadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s