Missão Completa: JLPT N1 + ABIC + Natal, fim de minha jornada no Japão e etc…

 

Hoje foi realizado o 日本語能力試験, Exame de proficiência em Japonês aplicado em todo o mundo. Antes de vir ao Japão tinha em mente que chegando em dezembro estaria pronto para passar no nível 2 (são 5 níveis, o 5 é o mais baixo e o 1 é o mais alto), mas hoje fiz o chamado N1. Se eu passei ou não só ficarei sabendo lá pela metade de Fevereiro, mas o fato de ter realizado a prova com confiança, e agora mesmo estar com boas esperanças de passar já é uma vitória. O teste exige um conhecimento de 2.000 kanji e um vocabulário de 10.000 palavras. Ter sido capaz de fazer o teste dentro do tempo e, especialmente, tendo tido facilidade com a leitura de textos e compreensão auditiva já foi o suficiente para mim. Meu local de prova foi na Universidade Takushoku em Takao. Não foi surpresa nenhuma perceber que das centenas de pessoas uns 85% eram chineses, uns 14% coreanos e talvez menos de 1% ocidentais. Eu me sinto confortável sendo a minoria da minoria haha. Enfim, passando ou não no teste considero completa a minha missão no sentido de tentar o nível mais alto de proficiência em japonês no teste oficial (que, no final das contas não mede muito proficiência no idioma mas sim a proficiência de fazer provas, e nisso não é muito diferente de um vestibular).

Para o post não ficar só nisso, vou falar um pouco de uma aula interessante que tenho. Japanese Business and People é um curso oferecido pela ABIC (Action for a Better International Community, que é um organização não governamental ligada o Japan Foreign Trade Council )  no qual temos aulas com diversos palestrantes, todos “homens de negócio japoneses”, digamos assim, alguns aposentados com carreiras internacionais outros ainda atuando no Japão ou em outros países, todos membros dos grandes conglomerados (keiretsu) japoneses como Mitsubishi, Sumitomo, Mitsui e etc… É um curso do Departamento de Economia da Universidade de Soka mas oferece um contato menos teórico e muito mais prático especialmente com a forma dos japoneses de fazer negócio, organização das companhias e contraposição com as práticas “comerciais” de diferentes países. Assim tivemos gerentes e diretores de bancos japoneses e indústrias (de indústrias químicas a fábricas da Coca Cola). Ainda que as palestras tenho um eixo teórico como por exemplo a situação economica do Japão hoje, o sistema de management japones, como a China abriu suas portas para bancos estrangeiros e etc a partir desse eixo os palestrantes não só contam sobre sua própria vivência desses temas como fazem análises mais “pessoais” sobre tudo isso. Assim podemos ouvir na prática qual a diferença entre liderar uma equipe de japoneses e uma de americanos, ou ainda, qual a sensação de ser enviado como gerente para um banco japones operando na china no início da década de 90. Aprendemos das dificuldades em lidar com os diferentes costumes não só no mundo dos négocios mas também em como os costumes e mentalidade do dia-a-dia tem que ser levados em conta nas menores decisões  (o que pode parecer óbvio, mas quando digo nas menores decisões são naquelas que realmente não prestamos muita atenção). Recentemente estudamos a forma como os ocidentais em geral recebem, transmitem e interpretam  informações e as diferenças com a forma como os japoneses o fazem. Também estudamos um pouco como os ocidentais em geral fazem contratos enquanto os japoneses constroem mais relações (inclusive relações de emprego vitalício que não são sequer reguladas por nenhum contrato). Enfim, as diferenças culturais parecem que se tornam cada vez maiores quando se tem esse tipo de aula, mas ao mesmo tempo reconhecer essas diferenças também dá muito mais ferramentas para lidar com elas.

É isso. E por fim, para atualizar minha situação no Japão, está chegando o Natal mas aqui é tudo comemorado de forma diferente meu natal também o será: passarei o dia 24 na Tokyo Disney (e na verdade na minha lista de posts nunca postados algo sobre como é interessante viver num país sem qualquer costume católico ou cristão, como é interessante ver que as pessoas não tem nem sequer uma concepção de deus, e como realmente aquela velha história de que o cristianismo é marcado pela relação de início e fim e o budismo é ciclico realmente tem implicações na vida prática… ).

Quanto ao fim da minha estada por aqui, já está tudo definido. Dia 18 de fevereiro deixo o Japão com destino a França, onde ficarei até o dia 23 e chegarei no Brasil dia 24.

Anúncios

10 Respostas para “Missão Completa: JLPT N1 + ABIC + Natal, fim de minha jornada no Japão e etc…

  1. Gostei muito de saber que vc está otimista em ter feito o teste, não só visando o resultado positivo, mas por superação de uma espectativa, decidiu se arriscar e sair da zona de conforto. Parabéns.
    E quanto estas aulas que vc descreveu vou precisar deste conteúdo.
    bjs

  2. Caro Eduardo. A Faculdade te espera.
    Bastante interessante esse exame de proficiência. Eu não seria aprovado.
    Levaram o empresário da Toyota para contar dos problemas nos freios? Hehehe.
    Há muitos carros elétricos no Japão?
    Abracos.

    • Olá professor !

      Olha, não veio ninguem da Toyota, mas a questão dos freios não deixou de ser assunto em várias das discussões em classe, já que esse tema toca desde a questão das mudanças na qualidade de produtos japoneses como também no tipo de atitude diante dos erros da companhia (com os diretores pedindo desculpe em coletivas de imprensa e etc…)

      Quanto aos carros elétricos, estão se tornando bastante comum. Uns dois meses atrás o governo estava subsidiando a compra dos chamados Eco-car. Não me lembro agora o valor, mas era bem considerável, tanto que a economia japonesa cresceu bastante acima do esperado agora no ultimo trimestre em função disso. Foi algo parecido com o IPI reduzido no Brasil, a diferença é que aqui, ao menos no discurso, essa medida não foi tomada para aumentar o consumo e sim para propagar a nova geração de carros mais amigáveis ao meio ambiente. De qualquer forma, assim como no Brasil todo posto tem gasolina e alcool, aqui todo posto tem gasolina e eletricidade.

  3. Maravilhosa a sua explanação sobre todos os assuntos, sou sua fã e o admiro muito.
    Aproveite sua estada em Paris.
    Um grande beijo e Feliz Natal…ho! ho! ho!

  4. É isso aí, Eduardo, só o fato de vc ter participado do teste de Proficiência e estar otimista, já é uma VITÓRIA ! Prá todos nós isto não é novidade. Agora vai passar rápido e logo Paris te espera. Se não conversarmos antes, desejamos um FELIZ NATAL e aquele 2011 muito especial, porque vc merece. Bjs Mozart e Vera.

  5. Oi Eduardo, tudo bem?
    Ontem eu fui na festa de anivesário do Fernando e a mãe dele me mostrou o seu blog. Então, hoje começei a ler seus posts e achei muito interessante como você escreve bem e muito detalhado. Parabéns!! Também têm muitas dicas preciosas que vou utilizar durante minha estadia aí no Japão. Não sei se você estava sabendo, mas eu ganhei um bolsa de estudos pelo governo de Hyogo para fazer um estágio na área de biologia, na qual eu me formei. Por isso, no dia 18 de dezembro eu vou partir de Curitiba com destino a Kobe e vou ficar até até o dia 18 de março.
    Alguns dias atrás eu falei com a Satomi, e ela me disse vai ao Japão em janeiro ou fevereiro e que quer combinar com a gente, eu, você, a Lia e o Locatelli, de se encontrar um dia e fazer alguma coisa juntos. Acho uma ótima idéia!
    Você e a Lia também me inspiraram a começar a escrever um blog sobre a vida no Japão…
    Até mais, abraços.

  6. Eduardo-san

    Fiquei contentíssima em saber que você prestou o 1kyuu do Nouryokushiken. Poucos ocidentais conseguem fazer esse feito em tão pouco tempo. A verdade, no entanto, é que eu já esperava isso de você. Você sempre foi um aluno exemplar e especial! Lembro-me da primeira vez que você chegou no Oyama estudar e em pouco tempo você terminava o livro Nyuumon, um livro que geralmente o pessoal leva de 2 a 4 meses para terminar.

    Espero que agora aproveite bem o final do ano, quando os japoneses comemoram o encerramento do ano e o início do ano. É a época mais importante para eles.

    Satomi

  7. Edu! Quase voltando! AAAFFF! Parabéns por todo seu empenho, pelos comentários no blog e tudo mais! Desejo um ótimo passeio na Tokyo Disney, aproveite muito! um excente natal, com ou sem os costumes daqui, comemore da sua maneira, e um ótimo Ano Novo para você, com toda esta ansiedade em voltar para o Brasil e ao mesmo tempo vontade de ficar…E em Paris! Nossa, aproveite muito, tudo é muito lindo, vale a pena cada segundo! Muitos e muitos beijos!!!!!

  8. Olá Eduardo

    Também fiz o noryoukushiken (acho que e´assim em romanji heh) só que foi o nv 5. Na verdade fiquei desapontado, pois ele era muito elementar. Um dia tal como você, quero estar apto a prestar o nv 1.
    Que pena eu poder acompanhar seu blog somente agora que você está prestes a sair do Japão. Espero que ainda dê tempo de você publicar diversas outras observações e curiosidades.
    Essa Tokyo Disney parece ser legal, divirta-se bastante

    Abraço

    Thiago

  9. Oi!!

    Não esqueci de visitar seu blog não! É só a minha vida que está uma loucura, hehe… Esse meu emprego multinacional está me tomando o cérebro e o sangue… /o/
    De qualquer modo, caramba, a bagagem cultural e de conhecimentos em economia que você recolheu aí parece grande demais até para se imaginar…
    Aproveite bem o passeio na Disney e por favor traga muitas fotos!!! -*.*-
    Já vou deixar aqui: Feliz Natal!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s