Novo Semestre Nova Rotina + TGS + Metallica

O blog ficou abandonado nas últimas semanas, mas existe um bom motivo para isso. Com o retorno às aulas o meu tempo não só se tornou mais escasso como também a adaptação aos novos horários não deixou muito tempo para escrever aqui.

Com a “promoção” ao nível EX2 do curso de japonês da Universidade o meu foco de estudos mudou completamente. Quando estava no nível E1 eram 10 aulas por semana (cada uma de 1h e meia) de japonês, que eu complementava com a aula de economia do JAS Program (em inglês). No novo nível são apenas 2 aulas de japonês e todo o resto do horário deve ser cumprido nos cursos regulares da Universidade, dessa forma, a primeira semana de aula foi ocupada visitando algumas aulas e montando minha grade. No final acabei optando por 2 Aulas de política internacional 国際政治論, Noções de Direito Japones 法学概説, Escrita acadêmica, História Japonesa 日本史概説b, Constituição Japonesa 日本国憲法, e mais 3 cursos no JAS Program (Economic Development of Contemporary Japan, Japanese People and Business e Contemporary Issues of the Japanese Economy), além das já mencionadas aulas de japones e mais uma aula de cultura “experiência” da cultura japonesa aprendendo a vestir kimono, modos a mesa, cerimônia do chá e etc… Como foram apenas 2 semanas de aula ainda estou formando minha opinião sobre cada uma das matérias, então vou deixar para falar especificamente de cada uma mais para frente.

Outra mudança grande foi nos horários em si, não apenas estou cursando mais aulas do que semestre passado, mas também estou tendo mais aulas a tarde. Enquanto semestre passado boa parte das aulas ficavam na faixa das 9h até umas 14:45h, agora a maioria delas fica numa faixa de horário entre 10:45 e 18h ( com algumas janelas, evidentemente, que acabo utilizando para ir à biblioteca e fazer as tarefas além de pesquisar outros temas de meu interesse além de adiantar minha monografia).

A esse horário mais apertado soma-se ainda o meu cargo de responsável ( 国責 – kuniseki) pela organização da parte Latino Americana do Soudaisai, o Festival da Universidade. Nesse festival teremos uma loja vendendo comida típica latino americana. A princípio a idéia dos japoneses era empanada, então me chamaram para cozinhar (como se eu por ser latino americano entendesse de comida argentina) e no final das contas acabou ficando igual a pastel, então como brasileiro deicidi chamar de pastel em vez de valorizar a culinária argentina 🙂 Todos os dias temos também reuniões das 17:00 até aproximadamente 20:30. Nessas duas primeiras semanas preparamos as faixas de divulgação, e a partir de semana que vem começa os treinos para um pequeno show de dança típica (do qual, como líder e diretor de projetos do grupo, não tenho interesse de participar). A experiência tem sido ótima para treinar bem o japonês, além de me aproximar mais dos brasileiros e latino americanos. No grupo, além de 6 ou 7 japones temos ainda mais 3 brasileiras, uma cubana, uma boliviana, um argentino, uma argentina e uma mexicana. Considero que meu trabalho como chefe do grupo é muito bom, admito que não faço muita coisa, mas gosto de imaginar que por causa disso dou liberdade criativa para cada um trabalhar como quiser hahaha. De qualquer forma, minhas responsabilidades adicionais ainda incluem participar de reuniões e seminários (sobre higiene na cozinha por exemplo) então não me sinto mal pela minha inatividade (sem contar que tenho que ficar do início ao fim das atividades).

Essa experiência tem me mostrada ao mesmo tempo como os japoneses são infantis mas com uma certa maturidade. No curso de Direito da UFPR particularmente as atividades extra classe geralmente envolvem organizações de eventos esportivos, festas, participação na política academica e etc, mas muitas vezes toda essa “maturidade” é pretexto para bagunça (assistam ao seguinte vídeo: bando de badernista ! ). Os japoneses, por outro lado, ocupam o horário extra classe com clubes de interesses menos acadêmicos, ou esse tipo de atividade, como ficar pintando faixa e inventando coreografia, coisa meio de feira de ciências (como disse a Fernanda), coisa de colégio, mas no fundo especialmente para os organizadores acaba sendo uma boa chance não só de aprender a como organizar um evento de grande porte, mas também é um bom treino para o próprio exercício da capacidade de liderança, de manter a disciplina em um grupo, cumprir metas e horários. Mesmo assim, confesso que até agora pelo lado infantil de tudo isso não consigo me comprometer da forma como deveria com toda essa atividade (especialmente pois ela consome um tempo precioso do meu descanso, estudo e diversão, e até mesmo quando decidem comemorar alguma coisa, em vez de ir em izakaya eles escolhem o refeitório da universidade).

Enfim, isso tudo mostra que eu passei de uma época de tardes livres para uma fase em que meu tempo “livre” começa lá pelas 21h e no fim acabo usando todo ele para cozinhar, fazer compras da semana, fazer tarefas…

Mas como nem tudo é só centrado na universidade. Semana passada fui ao Tokyo Game Show, a maior feira de jogos eletrônicos da Asia. Foi bem divertido (quem me conhece sabe meu interesse por jogos hehe) pude jogar bastante coisa que ainda não foi lançada, ver o novo sensor de movimento da Microsoft, assistir entrevistas com produtores dos jogos, dubladores. Ainda serviu para confirmar minha opinião de posts passados sobre a postura dos japoneses com relação a anime e manga (incluindo nesse caso videogames). O “japones normal” não fica fazendo cospobre, colocando orelhinha, escrevendo nas famigeradas placas de eventos de anime no Brasil. Eles vão ao evento pelo que a exposição tem a oferecer e não para ficar se expondo e aparecendo (tirando o cosplayers, mas eles fazem algo muito bem produzido e ficam no canto deles se preparando para apresentações e tirando fotos).

Por fim, ontem fui com o Nick, Sun Jin e Yamada no show do Metallica em Saitama e foi muito bom, cheguei no estádio as 14h e voltei depois da meia noite, e só posso dizer que o tempo passou muito rápido. O Sun Jin, por sinal, se considerar o maior fã de Metallica (e talvez realmente seja, ele é obcecado), disse inclusive que foi o melhor dia da vida dele haha. Alguma muito interessante é a oportunidade de ver uma face dos japoneses que não esperava. Primeiramente é preciso deixar claro que a grande maioria dos jovens nunca nem sequer ouviu falar de Metallica, então boa parte do público tinha mais de 30, 40 anos e nada da típica aparência do pessoal que vai nesses shows, eram muito mais japoneses comuns com camisetas pretas,  o que criou uma expectativa de que seriam bem parados. Além disso, duas bandas tocaram antes e o público não se empolgou nem um pouco. Mas quando o Metallica entrou, derrepente todo mundo se transformou e começou aquele empurra empurra típico de show de rock, todo mundo se jogando em cima do outro, se esmagando, eu mesmo comecei o show quase colado no palco e na metade da primeira musica já tava mais de 10 metros atrás. No final das contas o público foi muito animado do início ao fim, a banda tocou mais de 2h sem parar nem mesmo um segundo entre uma música e outra e pra completar o dia eu peguei a palheta que o vocalista jogou para o público (a esperteza brasileira sempre vence no final).

Anúncios

5 Respostas para “Novo Semestre Nova Rotina + TGS + Metallica

  1. Desde aulas de Política Internacional ao show do Metálica com direito a pegar a palheta, passando pelo Tokio Game Show, e ainda organizando eventos… Muito legal…

  2. Clássico prof. Gilmar, mas infelizmente o post me lembrou que tenho que começar minha monografia, droga!

  3. Não posso imaginar vocêno show do Metálica…Soa engraçado, mas sempre é bom ler as novidades!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s